Caso você não saiba, carros elétricos (ou geralmente veículos elétricos) são automóveis movidos por motores elétricos. Esses tipos de motores usam energia elétrica, que vem principalmente de baterias.

Segundo os fabricantes de veículos elétricos, esses carros consomem pouco ou nenhum combustível e poluem o ambiente menos em comparação aos convencionais. Eles, portanto, ajudam a reduzir a mudança climática e permitem que as pessoas economizem dinheiro em combustível.

Dito isso, muitas pessoas têm lidado com carros elétricos, mas há uma série de coisas que eles não sabem sobre os veículos.

O primeiro carro elétrico foi construído em 1884

O veículo foi projetado e construído por Thomas Parker, que era um inovador em Londres responsável pela eletrificação de bondes aéreos da cidade. O inovador tinha como objetivo reduzir o número de carros de baixo consumo de combustível e amigos do meio ambiente nas estradas com seu carro que era abastecido por baterias recarregáveis ​​de alta capacidade.

Veículos elétricos eram os mais populares no século 19 e início do século 20

Durante esse período, os carros elétricos eram mais convenientes (mais fáceis de operar e mais confortáveis) do que os de gasolina. O motor de combustão interna estava em seus estágios iniciais de desenvolvimento e não conseguia impulsionar os automóveis de forma eficiente. Dezenas de milhares de veículos elétricos foram vendidos durante este período, mas depois, suas vendas caíram significativamente como resultado da introdução de carros a gasolina com motores mais avançados.

Automóveis elétricos são mais caros que carros a combustão

O alto custo dos carros elétricos é atribuído ao custo adicional das baterias. Algumas baterias custam até US$800 por kWh. Devido a esses altos custos de bateria, a maioria das pessoas reluta em comprar veículos elétricos. Mas algumas montadoras começaram a fabricar baterias mais baratas, o que é uma boa notícia para as pessoas que querem comprar esses veículos.

Carros elétricos tem baixa manutenção e custos operacionais

Os veículos elétricos têm menos peças que os carros a gasolina, o que significa que eles têm menos peças para manter. Suas baterias caras não duram para sempre, mas elas tem uma vida de muitos anos, algo que mantém o custo de reposição baixo. O consumo total de energia para esses tipos de carros também é baixo. Em média, um veículo elétrico usa 0,18 kWh para cada 1.6 km. Fazendo os cálculos, o custo por km rodado fica muito mais barato.

Curiosidades sobre carros elétricos

Os carros e veículos elétricos são repletos de curiosidades, e conhecer cada uma delas ajudará você a entender melhor estes veículos. (Foto: Wired)

Carros elétricos vem aumentando a autonomia ano após ano

Novos carros elétricos usam tecnologias cada vez mais avançada, e autonomia destes veículos vem aumentando todos os anos. Considerando, por exemplo, que os veículos da Tesla percorrem o dobro do que veículos elétricos de outras marcas percorrem, há ainda muito espaço para desenvolvimento e concorrência.

A produção de carros elétricos não é limpa

Veículos elétricos são tidos como amigáveis ao meio ambiente. Porém, sua produção não é tão amigável assim. Mais emissões de carbono são geradas na produção de carros elétricos em comparação com carros convencionais. A maioria das emissões vem da produção de baterias. No entanto, as emissões globais são menores ao longo da vida (da produção até o descarte) para esses tipos de veículos.

Veículos elétricos são mais pesados ​​que carros a gasolina, mas menos barulhentos

O peso pesado dos carros é contribuído pelas baterias, faz com que demorem mais para parar durante a frenagem e também mantém os ocupantes mais seguros durante as colisões. Do lado do ruído, os ocupantes estão normalmente livres de perturbações sonoras porque os veículos não utilizam motores associados a ruído. Com mais espaço livre, os veículos elétricos tem usado estes espaços para proporcionar maior segurança no caso de colisões.

Categorias de carros elétricos

Carros elétricos podem ser classificados em diferentes categorias

Bateria (BEVs)

Eles funcionam inteiramente com motores elétricos e baterias.

Eles são recarregados a partir de uma rede elétrica.

Sua faixa de quilometragem é 160 a 320 km por carga.

Híbridos plug-in (PHEVs)

Eles usam baterias recarregáveis, motores elétricos e motores de combustão interna.

Sua faixa de quilometragem no modo elétrico é de 50 a 65 por carga.

Híbridos (HEVs)

Eles usam pequenas baterias elétricas e motores de combustão interna.

Suas baterias são carregadas por motores ou através de quebra regenerativa.

Sua aceleração máxima é de 65 kmh.

Alcance estendido (EREVs)

Eles usam baterias recarregáveis ​​e motores de combustão interna.

Suas baterias são carregadas por motores ou redes elétricas.

Sua faixa de quilometragem é de 65 por carga.

Vizinhança (NEVs)

Eles usam baterias que são recarregadas a partir de uma rede de 120 volts.

Sua velocidade máxima é de 50 kmh.

Não-rodoviários (NREVs)

Eles usam baterias recarregáveis ​​e motores elétricos.

Eles são projetados para fábricas, portos e aeroportos.

Veículos elétricos são seguros para dirigir

Os carros elétricos precisam passar pelos mesmos testes e avaliações de segurança a que suas contrapartes movidas a combustível estão sujeitas. Mesmo que o fornecimento de eletricidade seja cortado em um acidente, os airbags ainda serão acionados. E em testes, veículos totalmente elétricos tem se provado mais seguros que os que possuem motores de combustão interna. O espaço extra liberado por terem menos partes móveis proporciona uma maior margem de deformação em colisões, absorvendo melhor impactos e ajudando a impedir que ocupantes sejam feridos.

Veículos elétricos ainda precisam de muitos investimentos

Melhorias tecnológicas estão acontecendo rapidamente no mundo dos veículos elétricos. As baterias estão ficando mais baratas e a densidade de energia está melhorando. Isso dá esperança de que o setor possa atingir as metas de vendas estabelecidas por formuladores de políticas e fabricantes. Porém, diversos desafios ainda precisam ser superados, como o alto valor dos veículos elétricos. Mesmo assim, fabricantes como a Toyota já estabeleceram metas de reduzir a produção de veículos com combustão interna nas próximas décadas.

O que vocês acham dos veículos elétricos? Que outras curiosidades conhecem sobre eles?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)