Freios são vitais para desacelerar seu carro – seja abruptamente para evitar uma colisão, ou para parar nos semáforos. Eles são cruciais para a segurança, não apenas a sua, mas também a dos outros usuários da estrada ao seu redor. Portanto, faz sentido garantir que eles sejam bem mantidos. Entender a hora de substituir o disco de freio faz parte dessa manutenção e cuidado com sua segurança.

Como funciona o freio?

Quando seu pé empurra o pedal do freio para baixo, ele empurra o cilindro mestre. Este é basicamente um pistão cercado por fluido de freio. O fluido desce pelas linhas de freio, onde força o calibrador a apertar um par de pastilhas de freio contra um disco de freio. Isso, por sua vez, diminui a velocidade da roda. A energia liberada de parar o movimento do seu carro é convertida em calor residual, que precisa ser dispersado. Como o disco tem um tempo de resfriamento relativamente rápido, este tipo de freio oferece um melhor desempenho de parada do que os freios a tambor e é amplamente usado em carros atuais.

Considerando a quantidade de vezes que você freia durante uma viagem de carro média, não é de admirar que as pastilhas e os discos de freio precisem ser substituídos periodicamente.

Como saber se é preciso trocar o disco do freio?

Verificar seus freios para garantir que estejam em boas condições requer seus sentidos de visão, audição e tato. Juntos, isso lhe dará uma boa idéia de quando substituir seus freios por uma experiência de condução mais suave e segura. Seus freios podem precisar de substituição se você perceber qualquer um dos seguintes sinais:

Ruído barulhento

Algum ruído agudo vindo dos freios é esperado sob condições normais de direção, dependendo da limpeza dos freios, dos materiais usados ​​nas pastilhas de freio e do clima. No entanto, um som alto e estridente é um aviso de que as pastilhas de freio podem precisar ser substituídas. Algumas pastilhas de freio usam uma camada semi-metálica dentro do material da pastilha de freio ou um sensor externo projetado para guinchar quando a pastilha de freio deve ser substituída. Esse barulho estridente pode ser ouvido mesmo quando os freios não estão sendo usados. Se você esperar muito nesse ponto, o ruído estridente será substituído por um ruído de trituração, o que significa que as pastilhas do freio estão gastas completamente e, potencialmente, podem gerar custos adicionais ao danificar o disco do freio.

Luz de aviso

Alguns carros têm uma luz de advertência no painel para que você saiba quando seus freios precisam de atenção. A maioria dos sensores tem a mesma vida útil que a pastilha de freio, então eles precisam ser substituídos junto com as pastilhas de freio. Antes de confiar nesse método, é melhor verificar o manual de seus proprietários, pois nem todos os carros estão equipados com sensores de pastilhas de freio.

Carro puxando para um lado

Se o seu carro estiver puxando para um lado ou para o outro enquanto você dirige, pode ser um sinal de pastilhas de freio gastas ou que os pinos da guia da pinça ou o pistão estejam grudados.

Freios a disco

O desgaste dos rotores dos freios resulta na necessidade de troca para manter o desempenho dos freios. (Foto: EBC Brakes)

Confirmação visual

É uma boa ideia verificar visualmente os seus freios regularmente, por exemplo, a cada aproximadamente 16.000 km. Isso é extremamente importante se seu carro não tiver sensores. Você pode verificar visualmente as pastilhas de freio observando os raios da roda do carro. Se menos de 3 mm da pastilha de freio estiver visível, então elas precisam ser substituídas.

Vibrações

Se sentir que o seu carro vibra à medida que trava, é um sinal de que os discos de travão podem estar desgastados de forma anormal ou ter sofrido danos térmicos após travagens graves.

Com que frequência você precisa substituir os freios?

Em geral, não há intervalo fixo para substituir os freios, pois a duração dos componentes do freio depende muito do veículo e do estilo de direção. A frenagem pode durar até 80.000 km ou até mais, mas pode ser tão baixa quanto 25.000-30.000 km no caso de uso pesado. O manual do proprietário terá mais informações sobre os intervalos recomendados para substituição de freios da marca e do modelo do seu carro.

É importante notar que, se os discos estiverem desigualmente desgastados ou mal marcados, recomenda-se substituir as pastilhas de freio e os discos de freio ao mesmo tempo.

Como posso fazer meus freios durarem mais? Qual o melhor disco de freio?

A duração dos seus freios depende de vários fatores, incluindo:

Estilo de condução – o quanto você costuma frear? Se você costuma frear com força, seus freios precisarão ser substituídos mais cedo do que os de alguém que gentilmente freia. Costas para reduzir sua velocidade antes de semáforos ou junções também podem ajudar a prolongar a vida útil de seus freios.

Meio ambiente – tanto o tráfego da cidade quanto as estradas montanhosas exigem mais frenagem do que estradas longas e retas, como as rodovias.

Qualidade do freio – a qualidade dos materiais de freio varia muito de acordo com o fabricante. Alguns duram mais que outros. O ditado soa verdadeiro, você geralmente consegue o que você paga. Investir mais pode te assustar, mas resultar em grandes economias no médio e longo prazo.

Dúvidas? Deixem nos comentários as perguntas e iremos responder!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)