Qual a diferença entre perícia e vistoria veicular?

Escrito na categoria "Notícias sobre o trânsito" por André M. Coelho.

Você sabe que sua inspeção anual do estado é necessária para manter seu carro legal e seguro na estrada, mas você sabe o que é verificado durante a inspeção? E qual a diferença de uma inspeção para uma perícia no veículo?

Bem, vamos tentar esclarecer para que não haja dúvidas nestes dois procedimentos.

O que é perícia veicular? E a vistoria veicular?

Perícia e vistoria veicular são dois nomes para o mesmo procedimento. Basicamente é um exame minucioso feito em veículos para certificar algumas características ou problemas do veículo. Isto inclui principalmente verificações no chassi, motor, chassi, motor, câmbio, vidros, placas, documentação, e mais. Apenas questões legais são analisadas, verificando se o veículo está em confiormidade com a legislação.

A diferença que acontece é entre inspeção e perícia veicular.

O que é a inspeção veicular?

A Inspeção é um procecedimento realizado por um organismo de Inspeção de Segurança Veicular. Este organismo ou empresa deve ser certificado por um ou mais dos órgãos abaixo:

Entre outros. A inspeção é muito mais minuciosa, acompanhada por engenheiro mecânico e técnicos mecânicos. São analisados diversos fatores técnicos do veículo, tais como:

Há uma inspeção visual, assim como é feita na vistoria. O propósito aqui é garantir que o veículo está devidamente seguro e identificável, de acordo com a legislação atual.

São usados como referência documentos e regulamentos estabelecidos pelos órgãos:

Diferenças entre inspetor e perito automotivo

Inspetores e peritos automotivos tem diferenças, mas igual importância. (Foto: CBC.ca)

O que é feito em uma vistoria, perícia ou inspeção veicular?

Os elementos abaixo são geralmente observados, em um grau maior ou menos de rigidez, em uma perícia, vistoria, ou inspeção:

1. Informações do veículo e do motorista

Antes de começar a inspeção física do seu carro, o mecânico verificará o seu título, registro e comprovante de seguro para garantir que o seu veículo é legal e atualizado.

2. Exterior

Depois de verificarem se seu carro é legal, eles verificarão sua placa para garantir que esteja bem fixada e iluminada. De lá, eles se movem para suas janelas e para-brisa para verificar se há rachaduras ou lascas que possam comprometer sua integridade ou limitar sua visibilidade.

Em seguida, eles verificarão suas portas, janelas e escovas de limpeza para garantir que estejam funcionando corretamente e não tenham nenhum dano.

Por fim, as luzes externas e piscas são verificados para garantir que funcionam corretamente e não precisam ser substituídos. Eles também verificam a estabilidade dos pára-choques e identificam qualquer dano perigoso.

3. Interior

Quando a inspeção externa for concluída, o mecânico seguirá para o interior. Seu volante e coluna de direção são inspecionados para garantir que suas rodas girem como deveriam, e eles vão operar a buzina e verificar seu som.

O próximo passo é o seu freio, que envolve o interior e o exterior. Eles verificarão as pastilhas de freio para ver se precisam ser substituídas. Em seguida, eles verificarão o pedal do freio para ter certeza de que ele não vai muito para o chão. O freio de mão é a etapa final na verificação do freio.

Finalmente, seus cintos de segurança são verificados quanto ao funcionamento correto e quaisquer sinais de desgaste.

4. Verificação do motor

A partir daqui, o mecânico abrirá o capô e inspecionará o motor e os componentes em busca de vazamentos ou danos. Essa inspeção envolve exaustão, combustível, transmissão, bateria, líquido refrigerante e muito mais. Seu sistema de emissões também é inspecionado.

5. Chassis

Nesse ponto, o mecânico se moverá para a parte inferior do veículo para verificar os amortecedores, as molas helicoidais, os eixos e a estrutura quanto a desgaste ou danos. Eles também executam uma verificação final do sistema de escapamento e dos freios.

Os pneus também serão verificados quanto à profundidade e ao desgaste do piso, bem como a eventuais furos ou danos que comprometam sua segurança.

Depois que todas essas áreas forem inspecionadas, o mecânico pode levar seu veículo para um test drive para garantir que ele dirige bem e que seus medidores operam corretamente.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

O pai de André já teve alguns carros clássicos antes de falecer, como Diplomata, Chevette e Opala. Após completar 18 anos, tirou carteira de moto e carro, comprando então sua primeira moto, uma Honda Sahara 350. Fez um curso de mecânica de motos para começar uma restauração na moto, e acabou aprendendo também como consertar alguns problemas de carros. Seu primeiro carro foi uma Nissan Grand Livina de 2014 e pretende em breve comprar uma picape diesel. No caminho, vai compartilhando tudo que aprende no site Carro de Garagem.

Deixe um comentário