Você já se perguntou o que todas as letras e números significam na parede lateral dos seus pneus? Pode haver muito mais informações sobre seus pneus do que você imagina. Além da marca, modelo e tamanho do pneu, também existem marcas exigidas no mercado brasileiro e normas de segurança.

Isso indica que o pneu atende aos requisitos de segurança determinados pelas normas brasileiras. Junto com essas marcações, há o código de classificação uniforme da qualidade dos pneus, bem como as especificações de carga, velocidade e pressão máxima de inflação – apenas para citar alguns.

Além disso, há a etiqueta do INMETRO, que avalia alguns importantes critérios.

Vamos olhar mais de perto.

Marcações dos pneus

P = Pneu para automóvel de passageiros

A primeira letra de um pneu indica a classe do pneu. P designa este pneu como pneu de automóvel, um LT antes do tamanho do pneu significa que o pneu é de picape leve e um pneu métrico europeu não teria letra antes do tamanho do pneu.

245 = Largura da seção ou Passo (mm)

A largura da seção é a largura do pneu de uma parede lateral para a outra medida em milímetros. Neste exemplo, o pneu tem 245 milímetros de largura.

45 = Proporção (Proporção da altura da parede lateral e largura)

A proporção refere-se à altura da parede lateral e é uma porcentagem da largura da seção. Neste exemplo, a altura da parede lateral é 45% da largura da seção 245, que é igual a 110,25.

Z = Classificação de velocidade

A classificação de velocidade designa a velocidade máxima na qual um pneu instalado e inflado corretamente pode ser acionado. A classificação segue a seguinte ordem:

  • S 180 km/h
  • T 190 km/h
  • U 200 km/h
  • H 210 km/h
  • V 240 km/h
  • Z 240 km/h
  • W 280 km/h
  • Y 300 km/h

R = Construção Radial

Neste exemplo, o R designa este pneu como um pneu radial. Os pneus radiais têm camadas de tecido cujos cordões correm em ângulo reto com a circunferência do pneu e cujo piso é reforçado por camadas adicionais ao redor da circunferência, tornando-o o tipo mais comum de pneu automotivo.

19 = Diâmetro da Roda em polegadas

Diâmetro da roda especifica o tamanho, em polegadas, da roda na qual um pneu se encaixa. Neste exemplo, o pneu caberá em uma roda de 19 polegadas.

98 = Índice de Carga

Índice de carga indica a capacidade máxima de carga do pneu. É muito importante instalar apenas pneus com um índice de carga que atenda ou exceda as especificações do fabricante do veículo. O valor vai de vai de 70 a 122, da seguinte maneira:

  • 100: 800 kg
  • 101: 825 kg
  • 102: 850 kg
  • 103: 875 kg
  • 104: 900 kg
  • 105: 925 kg

W = Velocidade máxima

A classificação de velocidade designa a velocidade máxima na qual um pneu instalado e inflado corretamente pode ser acionado. Neste exemplo, a classificação de velocidade é W.

  • S 180 km/h
  • T 190 km/h
  • U 200 km/h
  • H 210 km/h
  • V 240 km/h
  • Z + 240 km/h
  • W 280 km/h
  • Y 300 km/h
Etiqueta de pneu

A etiqueta do INMETRO para pneus mostra o desempenho do pneu em certas condições, facilitando para o consumidor escolher o modelo certo. (Foto: Fit Plast System)

Outros dados da etiqueta do pneu

Algumas informações são também importantes de se entender no que está impresso no pneu.

Tubeless – TU ou Tube Type – TT: Tubeless são pneus sem câmara, e Tube Type são pneus com câmara.

DOT: essas letras significam que o pneu atende aos padrões do Departamento de Transportes dos Estados Unidos (DOT – Department of Transportation)

731K: esse código é o da fábrica onde o pneu foi produzido.

2512: data de fabricação no formato semana/ano. Nesse exemplo, 25ª semana do ano de 2012.

Treadwear 560: durabilidade do pneu. O valor começa em 60 e vai até 700, em ordem crescente de durabilidade.

Traction A: indica a capacidade de frenagem em asfalto ou concreto molhado. São quatro categorias: AA, A, B, C. AA é a melhor, C a pior.

Temperature A: é a capacidade para o pneu de dissipar calor. As letras de classificação são A, B e C, sendo A a melhor e C a pior.

Etiqueta INMETRO do pneu

A etiqueta do INMETRO nos pneus avalia a resistência ao rolamento, a aderência em pista molhada, e o ruído externo.

Resistência ao rolamento

Essa característica vai interferir no consumo de combustível do veículo, avaliando a facilidade do pneu em girar em torno do rolamento. A escala vai de A até G, indo do mais eficiente até o menos eficiente. Um pneu menos resistente é mais eficiente, gerando maior economia de combustível.

Aderência em pista molhada

Essa característica interfere na segurança do veículo. Quanto maior a aderência, menor é a distância que um veículo vai percorrer quando estiver fazendo a frenagem em pista molhada. Pneus com maior aderência também tem melhor dirigibilidade em retas e uma melhor estabilidade em curvas. A escala vai de A até G, indo do mais aderente até o menos aderente.

Ruído externo

Essa característica é um aspecto ambiental, sendo representado por ondas em decibéis. Quanto menor esse número, mais silencioso será o pneu. Pneus que fazem mais barulho são menos eficientes, com o limite máximo sendo:

  • Veículos de Passageiros 75 db
  • Veículos Comerciais Leves (Utilitários) 77 dB
  • Veículos Comerciais (Ônibus e Caminhão) 78 dB

Esperamos não ter deixado quaisquer dúvidas sobre os pneus. Caso tenha alguma pergunta, deixe nos comentários e iremos responder.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)