Como a maioria dos componentes de um veículo, cada um deles tem uma tarefa específica que ajuda a manter o veículo em movimento, girando ou geralmente funcionando. Você pode ter ouvido falar de um diferencial de veículo, mas o que é e o que ele faz?

O que é um diferencial?

Como parte do conjunto do eixo dianteiro e / ou traseiro, o diferencial desempenha um papel fundamental na forma como o seu carro faz curvas. O diferencial é projetado para acionar um par de rodas, permitindo que elas girem em velocidades diferentes, proporcionando RPMs proporcionais entre as rodas esquerda e direita. Se o pneu interno girar 15 RPM a menos em uma curva do que em linha reta, o pneu externo girará 15 RPM a mais do que em linha reta.

Por exemplo, quando o seu veículo gira em torno de uma curva, a roda do lado de fora deve viajar mais rápido do que a roda no interior. O diferencial distribui quantidades iguais de torque para ambas as rodas. Isto permite que as rodas reajam à resistência, ou proporcionem tração, para dar maior resistência à roda para girar menos. A roda com menos resistência gira mais rápido.

Alguns veículos, como karts, não estão equipados com um diferencial. Neste caso, as duas rodas motrizes são forçadas a girar na mesma velocidade, geralmente em um eixo comum acionado por um simples mecanismo de acionamento por corrente. Os veículos com tração dianteira são projetados de maneira diferente, pois o conjunto do eixo e do diferencial está localizado no conjunto do eixo de transmissão ou no eixo de transmissão.

Como funciona um diferencial: os diferentes tipos de diferencial

Diferentes tipos de diferencial funcionam de forma semelhante, mas é bom conhecer o funcionamento de cada um deles.

Diferencial aberto

Divide o torque do motor em duas saídas

Permite que as rodas girem em velocidades diferentes

Quando um pneu perde tração, o pneu oposto também perde potência

Encontrado em sedãs familiares e carros econômicos

Bloqueio de diferencial

Rodas conectadas sempre giram na mesma velocidade

Virar o veículo pode ser muito difícil

Encontrado em modelos de jipe e na maioria dos caminhões e caminhonetes de tamanho normal

Diferencial de deslizamento limitado

Combinação de diferenciais abertos e de bloqueio

Geralmente age como um diferencial aberto

Bloqueia automaticamente quando ocorre o deslizamento

Encontrado em veículos esportivos. Com um diferencial de deslizamento limitado, o travamento pode ser alcançado de três maneiras: um fluido viscoso, um freio de embreagem ou um trem de engrenagens complexo.

Diferencial de torque vetor

Usa trens de engrenagem adicionais

Afina o torque fornecido a cada roda motriz

Pode desacelerar ou acelerar a rotação do carro em um canto

Pesado, complexo e de baixo desempenho para economia de combustível

Cada tipo de diferencial tem seus próprios desafios, e é necessário um especialista em reparo automotivo para entender como melhor atender seu carro exclusivo.

Se você acredita que pode haver um problema com o diferencial do seu carro ou outra parte do trem de transmissão, leve para um bom mecânico para encontrar a solução.

Diferencial no motor

O diferencial entrega o torque do motor para as rodas de forma constante, possibilitando o veículo se movimentar com eficiência. (Foto: YouTube)

Cuidando do diferencial de veículos

A manutenção regular em qualquer veículo é uma necessidade de troca de óleo, correias, mangueiras e outros fluidos. O fluido diferencial não é exceção. O óleo diferencial é usado para lubrificar transmissões manuais e diferenciais. É semelhante à importância do óleo do motor para o motor. Ele desempenha um papel vital na proteção do diferencial e da transmissão, permitindo que eles funcionem de maneira segura e suave.

O fluido diferencial gasto fica sujo e contaminado após o tempo. Continuar a dirigir com fluido contaminado é arriscado, pois pode causar desgaste desnecessário nos componentes, levando a danos permanentes.

Sinais que seu diferencial precisa de manutenção:

Barulho somente ao desacelerar.

Um barulho durante a aceleração em velocidades pequenas ou grandes.

Zunindo em velocidades acima de 30 km/h, mas muda ao girar.

Barulho regular soando a cada poucos metros ou quando começar a se mover.

Vibração constante que aumenta com a velocidade do veículo.

Planeje para ter seu fluido diferencial, também conhecido como óleo de engrenagem, ou óleo trocados a cada 45.000 km. Óleo limpo e fresco permite uma melhor proteção do diferencial, levando a uma condução mais segura. Como em qualquer componente do veículo, peças bem lubrificadas igualam o desempenho ideal.

Seu carro, caminhão ou caminhonete não conseguiria ir longe sem a capacidade de virar. O fluido lubrificante dentro do diferencial transfere o calor das engrenagens, prolongando sua vida e mantendo você na estrada. Para qualquer serviço de manutenção, incluindo trocas de óleo, limpezas de freio ou serviços diferenciais, busque profissionais bem qualificados.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas e iremos responder!.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)