A suspensão de um carro é na verdade parte do chassi, que compreende todos os sistemas importantes localizados abaixo do corpo do carro. Esses sistemas incluem:

O chassi estrutural, componente de carga que suporta o motor e o corpo do carro, que por sua vez são apoiados pela suspensão.

O sistema de suspensão, que suporta o peso, absorve e amortece o choque e ajuda a manter o contato do pneu com o solo.

O sistema de direção, que é o mecanismo que permite ao motorista guiar e dirigir o veículo.

Os pneus e rodas, que são os componentes que possibilitam o movimento do veículo por meio de aderência e/ou atrito com a estrada

Portanto, a suspensão é apenas um dos principais sistemas em qualquer veículo.

Com esta visão geral geral em mente, é hora de olhar para os componentes fundamentais de qualquer suspensão: molas, amortecedores, barras anti-balanço e os coxins do amortecedor.

Sistema de suspensão e sua importância

O sistema de suspensão afeta tanto o controle do motorista quanto o conforto dos ocupantes. As molas permitem que as rodas se movam para absorver saliências na estrada e reduzam os solavancos, enquanto os amortecedores evitam o salto para cima e para baixo. Vários elos mecânicos mantêm as rodas alinhadas. Dentro desse sistemas, temos os coxins, que são essenciais para melhorar o conforto e dirigibilidade do veículo.

O que é coxim?

O coxim do amortecedor funciona como uma almofada e encaixe para os amortecedores no chassi do veículo. Fabricados com borrachas ou outros materiais macios, funcionam como uma proteção para o chassi. Eles absorvem a vibração provocada pelo motor e pela própria suspensão, auxiliando para que o chassi não sofra danos. Esse componente pode ser usado no sistema de suspensão e até mesmo nos suportes do motor. Dessa maneira, sua viagem em um veículo fica muito menos “vibrante” e muito mais confortável.

Coxim do amortecedor

O coxim do amortecedor impede que os impactos no amortecedor atinjam a carroceria do veículo, e auxiliam no alívio das vibrações que chegam ao veículo. (Foto: Alatmobil.com)

Como saber se o coxim do amortecedor está ruim?

Diagnosticar um coxim do amortecedor com problemas é um pouco mais complicado do que diagnosticar uma suspensão. Como é um componente que fica mais escondido, pouca gente dá a importância devida para ele. Temos de lembrar que o coxim é uma parte que desgasta como qualquer outra, principalmente por ser feito de materiais mais macios. Se você usa seu veículo em terrenos acidentados sempre, é bom verificar o coxim com maior frequência.

Alguns sinais podem também te ajudar no diagnóstico de problemas nos coxins. Esses sinais incluem:

Instabilidade

Esse é um sintoma de problemas tanto nos coxins quanto na suspensão do automóvel. Um mecânico qualificado te ajudará a testar ambos os componentes para encontrar o responsável pelo problema e realizar a correção apropriada.

Conforto

O veículo começará a vibrar mais forte, principalmente durante a partida e quando o motor estiver funcionando mais rápido. Essa vibração pode causar barulhos no interior do veículo que rapidamente podem se tornar extremamente desconfortáveis.

Desgaste nos pneus

Esse problema é, na verdade, um sintoma de diversos outros: alinhamento, balanceamento, suspensão ruim e também problemas nos coxins. Esse sintoma, quando ocorrer por causa de um coxim, estará associado com outros problemas, como instabilidade, vibração maior dentro do veículo, etc.

Consumo

A vibração maior do motor acaba cobrando mais do veículo, que precisa compensar a movimentação causada para poder gerar a mesma energia. O consumo do veículo poderá aumentar, e você identificará outros problemas junto a esse, como os citados acima.

Sempre que possível na revisão do veículo e principalmente, durante a manutenção do sistema de suspensão, verifique os coxins do motor e dos amortecedores. O custo de coxins não é tão caro, e vale a pena o investimento para que a falha dos coxins não acabem causando danos maiores, como danos ao chassi.

Você já teve problema com os coxins do veículo? Como descobriu?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)