Carro pequeno, como escolher?

Escrito na categoria "Compra e venda de veículos" por André M. Coelho.

Para tarefas cotidianas, como deslocamento, fazer compras, e correr pela cidade, um carro pequeno é frequentemente a escolha mais prática. Com a crescente demanda por SUVs, as montadoras tomaram esforços para maximizar o espaço interior e adicionar novas tecnologias para manter os compradores interessados. Como resultado, os mais recentes carros compactos hoje têm a sala de assentos traseiros e as comodidades que você pode ter esperado em um carro médio há apenas alguns anos.

Por que escolher carros de pequeno porte?

Além de ser acessível, muitos dos modelos menores tem consumo mais eficiente em geral. Essa economia de combustível é uma das principais razões que os compradores escolhem carros pequenos. Como bônus, seu tamanho geralmente contribui para o manuseio ágil. Desvantagens típicas são um passeio mais “duro” e “barulhento”.

Carros pequenos: modelos diferentes

Os modelos e tipos de carros pequenos variam em diferentes áreas.

Modelo do corpo

Os compradores têm a escolha de estilos de corpo sedã e hatchback, muitos dos quais têm telhados altos, fornecendo generoso espaço de cabeça e uma sensação arejada na cabine. Os hatchbacks podem ser especialmente práticos. Dobre os encostos traseiros e levante o porta-malas, e você pode ter funcionalidade interior semelhante à de um pequeno SUV.

Esportivo ou não

Quando se trata de carros desportivos, o pequeno é lindo. Carros pequenos são inerentemente leves e ágeis – duas qualidades que contam muito para a condução espirituosa. Embora carros pequenos sejam comumente acionamento de roda frontal, há opções de tração traseira que são particularmente recompensadoras para a unidade. Para aqueles confrontados com desafios de tração no inverno, há alguns modelos com tração na roda, como a Subaru Impreza e Mazda3.

Tipo de motor

Quatro cilindros sem turbo são a opção de motor mais comum. No entanto, alguns veículos oferecem opções de motor híbridos para uma economia de combustível ainda melhor. Híbridos plug-in, com a capacidade de impulsionar apenas com energia elétrica, e veículos elétricos completos (VEs), também estão disponíveis, mas espere preços mais altos.

Transmissão de carro pequeno

CVTs (transmissões continuamente variáveis) estão rapidamente se tornando a transmissão mais comum disponível em carros pequenos. Elas oferecem benefícios da economia de combustível e podem melhorar o desempenho de aceleração de pequenos motores. Um CVT não transfere marchas como um automático tradicional; que pode resultar em uma experiência mais barulhenta e menos satisfatória. Alguns CVTs simulam mudanças de marchas em uma tentativa de mascarar esses traços. Transmissões automáticas tradicionais ainda estão disponíveis, como a automática de seis velocidades. Alguns modelos ainda são oferecidos com uma transmissão manual, o que pode ajudar a economizar dinheiro no preço de compra, mas eles tendem a não ser mais eficientes em termos de combustível do que os CVTs e Automáticos.

Faixa de preço do carro pequeno

Os preços dos carros pequenos podem variar amplamente, desde valores de carros populares para transporte básico em um subcompacto até preços de um modelo de alto desempenho. Veículos elétricos estão entre os mais caros. Os modelos mais populares e compactos estão entre valores de carros populares e intermediários.

Carros pequenos

Pesquise pelo carro pequeno ideal e encontre o modelo que vai atender às suas necessidades e de sua família. (Imagem: divulgação)

Como escolher carros pequenos e econômicos?

Ao buscar um carro pequeno, econômico e estiloso, é importante consioderar alguns critérios na escolha.

1. Assentos

A maioria dos carros pequenos pode acomodar confortavelmente duas pessoas na frente, mas os passageiros do banco traseiro podem ficar presos, especialmente em alguns dos modelos menores subcompactos. Alguns, como o Nissan Sentra, têm um assento traseiro que é surpreendentemente espaçoso, que não é garantido nesta categoria. Certifique-se de saber quantas pessoas normalmente estarão em seu carro quando você está considerando um dos modelos menores.

2. Carga

Normalmente, compradores de carros pequenos têm que sacrificar o preço introdutório relativamente baixo para um pacote menor. Alguns hatchbacks podem preencher tarefas de carregar carga, mas os assentos traseiros terão que ser dobrados. Então você está carregando passageiros ou carga, mas normalmente não ambos de uma só vez.

Se você espera carregar carga longa ou volumosa, procure um assento traseiro dobrável com uma abertura alta e larga para a mala. Mesmo uma pequena porta de passagem pode ser útil por itens longos e finos, como pranchas.

3. Dirigibilidade

Alguns carros pequenos irão emocioná-lo com sua capacidade de manuseio. Modelos desportivos como o Hyundai Veloster, Mini Coopers e Subaru Wrx brilham em testes de dirigibilidade. Com o foco na dirigibilidade, o conforto de passeio normalmente sofre como resultado desses pneus duros desses modelos e de baixo perfil. No entanto, outras opções, como o Honda Civic e Nissan Sentra, ainda oferecem capacidade de dirigibilidade louvável com um passeio mais compatível.

4. Segurança e Assistência de Direção

As classificações de segurança incluem avaliações de capacidades de evitação de acidente e resultados de teste de falhas, com base em testes realizados pelo governo federal e na indústria de seguros. Além disso, muitos testes detalham questões em relação à instalação de assento infantil e desempenho do farol.

Aviso de colisão adiante (FCW), frenagem de emergência automática (AEB) com detecção de pedestres e aviso de ponto cego (BSW) são tecnologias de evitação de falhas que CR acredita que deve ser padrão em todos os veículos. Eles são oferecidos na maioria dos modelos de carros pequenos, mas desconfiem de alguns níveis de acabamento mais baixos que podem omitir. Estes devem estar no próximo modelo novo ou usado que você compra.

A tecnologia FCW fornece um alerta visual, audível e / ou tátil para avisar o motorista de uma colisão iminente com um carro ou um objeto diretamente no caminho do veículo. AEB responde a uma colisão iminente, freando se o motorista não reagir no tempo. BSW monitora os flancos de um veículo, avisando o motorista que outro veículo está ao lado, onde pode ser difícil ver.

Outros adiantamentos de segurança modernos incluem sistemas de telemática que podem alertar o pessoal de emergência se um airbag for ativado, como o serviço OnStar da GM. Sistemas de aviso de partida da pista que soam um alerta se um motorista altera as faixas sem sinalização; Lane mantendo a ajuda para manter a posição do veículo na faixa se o motorista começar a derivar; e alerta traseira de tráfego cruzado que monitora os lados do veículo quando um motorista está recuando de um lugar de estacionamento, e pode até mesmo aplicar os freios, se necessário.

5. Eixo de tração

A grande maioria dos carros pequenos usa a unidade de roda frontal para tração. Isso pode ser mais eficaz e mais fácil de controlar em condições escorregadias em comparação com a tração traseira. Alguns pequenos carros oferecem tração para todas as rodas para fornecer tração inteira intensificada. No entanto, espere um custo adicional e economia de combustível ligeiramente reduzida.

6. Reboque

Carros pequenos não são projetados para reboque. Período. Se a sua vida exige reboque regular de reboque, você terá que subir para um carro maior ou um SUV.

Carros pequenos brasileiros novos ou usados?

Como com qualquer tipo de carro, a primeira decisão a ser escolhida a correta é se você comprará novo ou usado.

Os carros novos têm as melhorias mais recentes de segurança e engenharia, para não mencionar uma garantia de fábrica. Com um carro novo, você sabe o que está recebendo; Você não precisa se preocupar com possíveis problemas de serviço ou danos ocultos de colisão. Além disso, você pode ter sua escolha de cor, linha de acabamento e nível de opção. Além disso, as taxas de financiamento são tipicamente menores do que para um veículo usado.

A desvantagem crucial com a compra de um carro novo é uma depreciação rápida. Um novo carro pode derramar um terço de seu valor em seus primeiros ou três anos na estrada. Se você financiar o novo carro com um pagamento baixo, você pode facilmente encontrar-se preso no financiamento desvantajoso demais, onde você deve mais do que o carro vale a pena.

Carros usados ​​podem ser uma alternativa de boas-vindas. O mercado de carros usados ​​é de cerca de três vezes o tamanho do mercado de novos carros, portanto, há certamente muitas escolhas. Um carro de 2 a 3 anos já realizou sua maior taxa de depreciação e deve ter a maioria da sua vida útil à frente dele. Carros modernos, se mantidos com cuidado, podem funcionar por muito mais de 100.000 quilômetros. Melhorias materiais e resistência à corrosão significam que problemas de ferrugem não são tão ruins quanto antes.

A chave para selecionar um bom carro usado é se concentrar na confiabilidade, mesmo quando um automóvel pesquisado ainda é coberto por sua garantia de fábrica original. Procure um carro que tenha feito bem em nossa pesquisa de confiabilidade.

A informação sobre a confiabilidade dos relatórios do consumidor não é garantia, é claro, mas realiza o peso da probabilidade. Se você comprar carros pequenos com confiabilidade de alto nível, as chances são mais a seu favor. No entanto, todo carro usado é único. Uma inspeção cuidadosa de pré-compra continua sendo uma parte vital do processo. Se você fizer pesquisa e cuidar da seleção de carros, um carro pequeno usado pode economizar dinheiro significativo no final.

Seja comprando novo ou usado, é importante fazer pesquisas para que você possa escolher um bom modelo e seguir isso com negociação eficaz.

E se precisar de ajuda ou tiver dúvidas, deixem nos comentários suas perguntas!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

O pai de André já teve alguns carros clássicos antes de falecer, como Diplomata, Chevette e Opala. Após completar 18 anos, tirou carteira de moto e carro, comprando então sua primeira moto, uma Honda Sahara 350. Fez um curso de mecânica de motos para começar uma restauração na moto, e acabou aprendendo também como consertar alguns problemas de carros. Seu primeiro carro foi uma Nissan Grand Livina de 2014 e pretende em breve comprar uma picape diesel. No caminho, vai compartilhando tudo que aprende no site Carro de Garagem.

Deixe um comentário