Todos sabem que um motor precisa funcionar a uma temperatura ideal para operar com desempenho otimizado. Um dos componentes mais importantes que controlam o desempenho máximo de um motor é o termostato. A válvula termostática é uma parte integrante do sistema de refrigeração de um carro.

É triste que muitos proprietários de veículos novatos não conheçam esse componente. Também há pilotos experientes que sabem o que é, mas não sabem como funciona. Este artigo ajudará você a entender melhor esse componente do sistema de resfriamento do seu mecanismo.

O que é válvula termostática de carro?

Motores de carros modernos operam em uma determinada faixa de temperatura para um ótimo desempenho. Isso pode variar e a válvula termostática ajuda o motor a manter suas temperaturas de funcionamento dentro dessa faixa.

A válvula termostática de carro é um pequeno dispositivo que fica entre o radiador e o motor de um carro refrigerado a líquido. Sua principal função é regular o fluxo do líquido de arrefecimento do motor para o radiador. Quando fechado, o líquido de arrefecimento do motor não pode fluir para o radiador, o que pode levar a um rápido aumento na temperatura do motor. Quando aberto, o líquido de arrefecimento do motor flui para o radiador, onde ele dissipa o calor e resfria o refrigerante agora quente.

Você pode pensar em um termostato de carro como uma válvula de gaveta que permite ou bloqueia o fluxo de refrigerante do motor para o radiador. Isso depende da temperatura predominante do motor. Por exemplo, se o motor estiver quente ou quente o suficiente, o termostato se abre para permitir que o refrigerante flua. Se o motor estiver frio, o termostato permanece fechado.

Como funciona uma válvula termostática no arrefecimento do motor?

O sistema de arrefecimento do carro permite a manutenção das temperaturas de funcionamento ideais do motor. Isso evita que o motor fique muito quente, o que pode causar danos irreversíveis ao próprio motor. Refrigerante circula através do motor e pega o excesso de calor. Este refrigerante líquido quente volta ao radiador para ajudar a eliminar o excesso de calor antes que ele circule novamente para o motor.

O termostato do carro fica entre o motor e o radiador. Se o motor ainda não estiver quente, o líquido refrigerante que circula no motor também não está suficientemente quente. Não há necessidade de o refrigerante ir ao radiador para se livrar do calor. Esta é a principal responsabilidade do termostato. Impede o fluxo de refrigerante do motor para o radiador, permitindo que o motor atinja suas temperaturas de trabalho muito mais rapidamente.

Quando o motor atinge sua temperatura operacional, o termostato abre para permitir o fluxo de refrigerante “quente” para o radiador. Isso permite dissipar o calor e reduzir a temperatura do refrigerante. Depois disso, o refrigerante recircula para o motor.

Tente imaginar um motor sem termostato. Depois de ligar o motor, o líquido de arrefecimento já flui para o radiador. Isso mantém o fluido frio. Isso significa que levará muito mais tempo para que o motor atinja sua temperatura ideal de trabalho. Se você tiver um sistema eletrônico de injeção de combustível, o computador pode fornecer mais combustível para o seu motor, em um esforço para acelerar o processo de aquecimento. Isso pode se traduzir em problemas na economia de combustível.

Válvula termostática e funcionamento

A válvula termostática do veículo contribui no controle da temperatura do motor para os níveis ideais de funcionamento. (Foto: akWheels)

Finalidade da válvula termostática

Para colocar em palavras simples, um termostato de carro funciona, respondendo às mudanças na temperatura do líquido de arrefecimento do motor. Se o líquido arrefecedor do motor estiver frio, o termostato mantém sua posição fechada. Quando o líquido de arrefecimento do motor estiver suficientemente quente, o termostato abre para permitir que o refrigerante vá para o radiador. É um mecanismo muito simples, mas muito eficaz.

Então, como o termostato abre e fecha?

O termostato contém um cilindro cheio de cera. Este cilindro fica no lado do motor do termostato para que ele mantenha contato com o líquido refrigerante que circula no motor. O cilindro também vem com uma válvula que se conecta a uma haste. A haste pressiona a cera no centro do cilindro.

À medida que a temperatura do motor aumenta, o mesmo acontece com a temperatura do refrigerante. Isso lentamente “derrete” a cera. A cera “derretida” expande-se, empurrando a haste para fora. Esse movimento para fora da haste é o que abre a válvula do cilindro. O líquido refrigerante pode agora fluir do motor para o radiador através desta abertura no cilindro.

Assim, quando você liga o motor no início da manhã, o termostato ainda está na posição fechada. Isso permite que o motor aqueça e atinja suas temperaturas de operação muito mais rapidamente. Assim que o motor estiver quente o suficiente, o líquido de arrefecimento do motor também aumenta de temperatura. Isso derrete a cera e cria uma abertura para o refrigerante fluir.

Durante a operação normal do motor, o termostato nunca está completamente fechado ou aberto. Seu estado depende da condição operacional do motor. Tenha em mente que o termostato serve como uma válvula de gaveta controlando o fluxo de refrigerante do motor para o radiador. Isso ajuda o motor a operar na melhor temperatura possível.

Isso pode ter implicações substanciais no desempenho do motor. Um motor que funcione bem significa que o óleo do motor é capaz de lubrificar todas as partes do motor ao mesmo tempo que remove os depósitos perigosos. Isso também pode traduzir-se em uma redução nas emissões prejudiciais e, ao mesmo tempo, melhorar a economia de combustível.

É por esta razão que o termostato é parte integrante da saúde e longevidade geral do seu motor.

Como você sabe que tem um termostato de carro ruim ou com defeito?

Agora sabemos o que é um termostato de carro e como funciona. A próxima questão importante a ser abordada é como sabemos que podemos ter uma válvula termostática de carro ruim ou com defeito? Aqui estão alguns dos sintomas mais comuns de um mau termostato em seu carro.

Sobreaquecimento do motor

Se a válvula do termostato ficar presa na posição fechada, o líquido de arrefecimento do motor quente não fluirá para o radiador. Isso evita o resfriamento do líquido quente e o eventual retorno do refrigerante de resfriamento no motor. Se você mantiver seu motor funcionando, correrá o risco de destruí-lo, literalmente.

Naturalmente, o superaquecimento do motor também pode ser devido a outros motivos. Pode ser devido a um baixo nível de refrigerante ou a uma bomba de água com defeito. Também é possível que haja vazamentos no sistema de resfriamento. O radiador também pode desenvolver obstruções ou vazamentos. Embora existam diferentes razões pelas quais o seu motor superaquece, é sempre melhor incluir um termostato com defeito ou falha como um dos possíveis culpados.

Sobreaquecimento do motor

Se a válvula do termostato ficar presa na posição aberta, você terá um líquido de arrefecimento do motor que flui sem parar para o radiador. Isso significa que o motor levará mais tempo para atingir sua temperatura de trabalho. Também pode ter dificuldade em mantê-lo na faixa ideal.

Isso pode levar a uma menor eficiência de funcionamento do óleo do motor, o que pode acelerar a velocidade de desgaste das peças do motor. Também pode reduzir a eficiência do motor, levando a uma economia de combustível deficiente. Isso também pode traduzir em maiores emissões ao longo do tempo.

Flutuações na temperatura do motor

Flutuações de temperatura do motor são quase sempre uma indicação de um problema no termostato. Ele fecha ou abre quando não deveria. Isso ocorre porque o termostato não fica preso em uma única posição. Isso leva a falsas leituras de temperatura. Movimentos erráticos na válvula do termostato podem levar a problemas na regulação efetiva do fluxo do líquido de arrefecimento do motor.

Baixo desempenho do motor

O termostato permite que o motor opere em ótimas temperaturas de trabalho. Se não estiver funcionando bem, isso pode levar a problemas no desempenho do motor. Um dos efeitos mais óbvios é a fraca economia de combustível. Seu motor será pressionado para trabalhar com o sistema de refrigeração ineficiente.

Como verificar a válvula termostática do carro?

Verificar a condição do termostato do seu carro é fácil. Abra o capô do seu carro e remova a tampa do radiador. Ligue o seu carro e deixe o motor funcionar em marcha lenta.

Olhe dentro do gargalo de enchimento do radiador e verifique se você pode ver o líquido de arrefecimento do motor fluindo para o radiador. Você não deve ver nenhum refrigerante fluindo para o radiador neste momento, uma vez que o motor ainda não atingiu sua temperatura ideal de trabalho. Se você já vir refrigerante, isso significa que a válvula do termostato já está aberta. Isso pode significar que a válvula do termostato está presa na posição aberta.

Se você não vir fluxo de refrigerante, permita que o motor atinja sua temperatura de funcionamento. Como o motor aquece você deve ver refrigerante entrando no radiador. Se ainda não houver fluido refrigerante no radiador e o medidor de temperatura no seu painel já estiver subindo, você pode ter uma válvula termostática presa na posição fechada.

Em ambos os casos, você precisará substituir a válvula do seu carro. O termostato de um carro é um componente importante de seu sistema de resfriamento. Isso pode ter um impacto substancial no desempenho do mecanismo do carro.

Dúvidas? Deixem nos comentários suas perguntas!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)