Hoje, no mundo dos carros modernos, você costuma ver a maioria dos carros com transmissão automática – é fácil de usar, você não precisa pensar muito sobre a mudança de marcha e é fácil de dirigir. Quando você está aprendendo a conseguir sua licença e fazendo o teste de motorista, os motoristas iniciantes geralmente dão partida em um carro automático.

No entanto, também existem outras variantes que podem atender melhor às suas necessidades. Os carros manuais podem não ser tão populares quanto as outras opções, mas a transmissão manual oferece maior controle sobre sua direção, são extremamente comuns nos países europeus e costumam ser muito mais baratos ao alugar carros do que as opções automáticas!

Junto com essas duas variantes principais, há outra opção com a qual você pode estar menos familiarizado – a transmissão semiautomática. Então o que isso quer dizer? Basicamente, significa que contém funções, sejam vantagens ou desvantagens, de ambos os tipos de sistemas de transmissão que mencionamos anteriormente. Daí o nome semi-automático.

O que significa câmbio semi automático?

Um carro semiautomático pode ser um pouco difícil de encontrar hoje em dia, já que existem citações mais populares que são amigáveis ​​e fáceis de aprender. No entanto, alguns desses modelos de carro que contêm transmissão semiautomática vêm com uma embreagem dupla ou caixa de câmbio automática que você pode operar de forma semiautomática para maior controle e facilidade.

Semiautomático significa basicamente que você tem um carro e um sistema de transmissão que usa uma caixa de câmbio sem pedal de embreagem. Isso significa que você não terá que se concentrar em usar os dois pés enquanto dirige e engatar e desengatar a embreagem ao mudar de marcha. A única diferença entre semiautomática e manual é que a transmissão semiautomática usa atuadores e componentes eletrônicos em vez de físicos, como cabos e tubos, para mudar as marchas.

A principal vantagem desse tipo de sistema é que uma transmissão semiautomática e caixa de câmbio facilitam melhor eficiência de combustível, como você pode achar como uma vantagem em uma caixa de câmbio manual e um carro manual. Além disso, é fácil de usar e mais eficiente do que um carro manual, pois a embreagem não está envolvida.

Câmbio semi automático

O câmbio semi automático é um meio termo entre o manual e automático para um veículo. (Foto: The Telegraph)

Como funciona um carro semi automático?

Uma transmissão semiautomática usa diferentes tipos de energia para impulsionar o carro e mudar as marchas de forma eficaz. Ele usa energia cinética para girar as rodas através do eixo de entrada e das engrenagens, permitindo que deslize suavemente no terreno externo. Além disso, há um mecanismo de embreagem localizado entre o motor e a caixa de câmbio semiautomática que permite que a caixa de câmbio engate ou desengate.

O tempo da caixa de câmbio na transmissão semiautomática para engatar ou desengatar depende da situação. Ela engatará quando o motor mandar e desengatará quando puder girar sem que o motor tenha que interferir, mostrando como a transmissão semiautomática pode ser versátil e eficaz.

Em um carro manual que contém uma transmissão manual, este sistema utiliza um pedal para engatar e desengatar fisicamente a embreagem, permitindo que você alterne entre as marchas do veículo. O mecanismo é semelhante, mas ligeiramente diferente para a transmissão semiautomática. Nesta caixa de câmbio, o mecanismo usa um conjunto de atuadores e um motor hidráulico em vez de um nível de engrenagem e um pedal de embreagem.

Além disso, em uma transmissão semiautomática há um computador que está no controle das mudanças e ações de controle no carro, incluindo o torque, a velocidade e aceleração do carro, a posição do pedal do acelerador e outros componentes importantes que ditam a segurança e o desempenho do veículo. A principal função é trabalhar para determinar o tempo e a direção da mudança de marcha.

Quando toda a unidade de controle, ou o computador do carro, determina que há uma situação em que a mudança de marcha é necessária, ela então liga ou engata a embreagem para desengatar a transmissão semiautomática dos controles do motor. Então, neste ponto, os atuadores irão ligar a mudança de marcha e desengatar a embreagem, reconectando a ponte entre o motor e a transmissão.

Diferenças entre cambio semi automático e automático

Apesar de soar semelhante e ter alguns itens semelhantes, existem diferenças principais entre esses dois tipos de sistemas que você encontrará na maioria dos carros hoje.

1. Alavanca de câmbio

Se o seu carro automático tiver uma alavanca de câmbio, ela geralmente será colocada no lado direito do motorista e terá apenas quatro letras simples, sem nenhum número – PRND. eles estarão em um layout vertical e sempre na mesma ordem. Essas letras representam Park, Reverse, Neutral e Drive.

Em uma transmissão semiautomática, a caixa de câmbio terá um botão para ativar as mudanças ou um controle de alavanca. A alavanca das mudanças não tem um P ou um modo Park. Haverá apenas a opção de alterá-lo para Automático em vez do modo Drive. A maioria dos carros modernos no mercado hoje também contém botões de mais e menos para o manuseio manual de marchas, dando a você mais controle sobre a velocidade e a marcha que você escolher. Isso significa que, em vez de PRND, as caixas de câmbio semiautomáticas têm os botões Neutro, Reverse, Automático e +/-.

2. Funções

Em um carro com transmissão automática, a transmissão muda de marcha sem qualquer intervenção adicional do motorista. Nesse caso, tudo o que você precisa fazer é colocar o carro no modo Dirigir e, em seguida, ele mudará as marchas corretamente, dependendo da velocidade com que você está dirigindo no momento.

Em uma transmissão semiautomática, o carro não será responsável por mudar as marchas por conta própria ou sem qualquer intervenção do motorista. Em vez disso, o motorista terá que ajudar o carro a navegar e mudar ao longo dos anos. Para mudar de marcha, o motorista precisa dar insumos para o carro seguir.

Sinais de uma transmissão semiautomática com defeito

Assim como qualquer outro mecanismo em seu carro, você precisa ficar atento a quaisquer sinais e sintomas que possam causar uma transmissão semiautomática defeituosa ou com defeito. Ao ficar de olho e ouvido atento a esses problemas, você pode consertar o problema antes que ele se transforme em uma solução mais grave que vai custar muito dinheiro.

1. Má qualidade das mudanças

Um dos sinais de aviso mais perceptíveis e sérios de que você tem uma transmissão semiautomática ruim é que há uma queda notável na qualidade e consistência das mudanças. Quando isso acontecer, seu carro não será mais capaz de deslizar suavemente ao longo da estrada e fornecer uma direção confortável.

Se você tiver mudanças desajeitadas, mudanças erráticas, sacudidelas durante as mudanças e uma relutância do carro em mudar de marcha, este é um sinal de que você precisa que a transmissão semiautomática seja examinada por um mecânico.

2. Engrenagens escorregando

Se você está se deparando com a sensação das engrenagens de sua transmissão escorregando pela primeira vez enquanto você está dirigindo, pode ser bastante assustador e assustador. Normalmente, se sua transmissão está mudando de marcha, isso é um sinal de que você já estragou ou está prestes a explodir toda a sua transmissão semiautomática.

Este é um grande problema para todos os tipos de transmissões e é bastante pronunciado quando acontece no seu carro. Você pode sentir que seu motor está funcionando corretamente e seu carro está acelerando para tentar se mover, mas o carro não vai realmente ganhar velocidade e pode estar trocando de marcha erraticamente sem nenhum motivo.

3. Ruídos anormais

Uma maneira fácil de saber que algo está errado com seu carro, em geral, é quando você ouve ruídos estranhos que não deveriam estar acontecendo. Em uma transmissão semiautomática, seu carro fará ruídos estranhos se este mecanismo não estiver funcionando corretamente, como qualquer outro tipo de transmissão. Uma transmissão semiautomática que está morrendo lentamente ou foi danificada começará a emitir todos os tipos de sons, avisando ao motorista que é hora de consertar o problema.

Normalmente, uma transmissão semiautomática começa a fazer ruídos distintos, como guinchos, chiados, agudos e lamentosos, com qualquer um deles mostrando que é finalmente hora de levar seu carro a uma oficina mecânica ou carroceria de confiança . No entanto, isso também pode ser devido a mudanças bruscas e mudanças de marcha inconsistentes devido à falta de fluido ou uma mudança de fluido que está muito atrasada em seu manual de manutenção.

Às vezes, uma transmissão semiautomática pode ser mais óbvia quando você precisa verificar os ruídos. O whien também pode emitir um som mais alto e as marchas ficarão crocantes quando você mudá-las na caixa de câmbio.

Quando você ouve esses ruídos estranhos pela primeira vez, normalmente é a primeira coisa que notará em uma transmissão semiautomática que está saindo.

As transmissões são resistentes e complicadas de cuidar e cuidar, mas cuidar da sua transmissão semiautomática é uma maneira segura de manter os custos baixos e evitar uma substituição completa da transmissão semiautomática – o que custará milhares.

Certifique-se de prestar atenção ao seu fluido de transmissão. O fluido de transmissão é o núcleo de todo o sistema de transmissão semiautomática e é fundamental e fundamental para resolver quaisquer problemas e evitar que seu mecanismo morra completamente. Sem isso, seu carro certamente irá parar, superaquecer e não será mais capaz de funcionar.

Certifique-se de verificar o nível de fluido em intervalos regulares para garantir que os fluidos não estejam causando nenhum dos problemas que você está enfrentando como motorista.

Dúvidas? Deixem nos comentários suas perguntas e irei responder!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)