O que é virabrequim do motor? Para que serve?

Escrito na categoria "Mecânica e manutenção de veículos" por André M. Coelho.

De todas as partes móveis de um motor, o virabrequim é o maior e mais pesado. Afinal, o virabrequim é a base na qual o motor de combustão é construído. Nenhuma parte do processo do funcionamento de um motor – admissão, compressão, combustão ou escape – ocorre sem um virabrequim para colocá-lo em movimento. Mas para a maioria das pessoas, entender como o virabrequim opera não é bem claro.

Veja como funciona, qual é o seu propósito, e o que pode dar errado com o virabrequim.

O que é virabrequim?

O nome “virabrequim” remonta ao início do século XX quando os motores de carros era, iniciados com uma alça de manivela, e o motorista estava literalmente girando o virabrequim com uma manivela.

Hoje, os motores de partida elétrica fazem esse trabalho, mas o componente interno ainda é chamado de virabrequim.

O virabrequim gira dentro do motor, mas é mantido firmemente em um local nos principais periódicos.

Em seguida, os pistões que se movem para cima e para baixo nos cilindros estão ligados a hastes de conexão chamadas de bielas para os rolamentos do virabrequim.

Os periódicos dos rolamentos do virabrequim são escalonados estrategicamente, movendo os pistões em um ritmo que equilibra a massa do motor enquanto estiver em movimento.

Tenha em mente que o virabrequim tem que ser extremamente forte – gira centenas ou milhares de vezes por minuto;

Mas isso não é onde o trabalho do virabrequim termina.

Uma roda dentada na frente do virabrequim é possível em sincronia com a árvore de comando.

Essas partes funcionam em conjunto para o motor funcionar sem problemas.

Funções odo virabrequim

O virabrequim é um componente importante de veículos, responsável por transformar a energia do motor em movimento. (Imagem: DNV)

Funções do virabrequim

As funções dos virabrequins são para dar uma unidade mais suave aos vastos motores com multi-cilindros. Movimento linear dos pistões que é transformado em movimento rotacional.

Na combustão da mistura de ar de combustível, a energia é produzida. Este poder é transformado no movimento rotativo do virabrequim. O movimento linear dos pistões é convertido através da biela no torque. É então passado para o volante.

O eixo do virabrequim é entediado com alguns furos que alimentam o motor com óleo. Este óleo suaviza o movimento. Os contrapesos ajudam o ajuste da estrutura e o peso da biela.

Os virabrequins também funcionam como rolamento de carga, pois algumas cargas são suportadas durante o processo. Uma das cargas é a flexão grave e o estresse torcional.

À medida que o movimento rotativo do virabrequim é constantemente acelerado e desacelerado, é adicionada outras cargas da vibração torcional. Os rolamentos também experimentam alto grau de desgaste.

Componentes e design do virabrequim

As partes componentes do virabrequim incluem:

A espiga carregam os rolamentos principais e declaram o eixo de rotação do eixo.

Moentes permitem que a biela seja anexada a eles.

Munhões conectam os os componentes aos periódicos principais.

Os contrapesos oferecem balanceamento e são montados nas teias.

O design de um virabrequim é baseado na capacidade de disparo do motor e do número de cilindros. Também é determinado pelo desenho do motor, números de rolamento do virabrequim e tamanho do curso.

Sintomas de problemas no eixo virabrequim

A lubrificação é incrivelmente importante para o virabrequim para ficar em boas condições.

Então, se as alterações do óleo do motor não forem realizadas rotineiramente, pode causar desgaste no virabrequim, ou fazer com que ele falhe.

Problemas do virabrequim não são geralmente sutis. Eles incluem:

Conserto de folga e risco no virabrequim e outros problemas

Um virabrequim com falha é uma empresa importante, e até mesmo danos menores ao virabrequim podem produzir grandes problemas.

Em alguns casos, riscos ou arranhões no eixo do virabrequim podem ser retificados e rolamentos maiores instalados, compensando o material removido do virabrequim.

Se o dano não puder ser corrigido completamente, um novo virabrequim terá de ser instalado ou você arriscará outra falha logo após.

Quanto custa a Conserto ou troca do virabrequim?

Como mencionado, a substituição do virabrequim é sempre um grande reparo. É geralmente feito junto de uma reconstrução do motor na maioria dos casos, com uma retífica do cabeçote e outros componentes.

Para a maioria dos veículos, o virabrequim como um componente individual custa entre 50% do salário mínimo e 1 salário mínimo. No entanto, é mais do que o trabalho de um dia inteiro para um mecânico experiente para mudar o virabrequim, além de existem bronzinas, fluidos, rolamentos e outras peças menores que podem ser necessárias. Sem contar o serviço de retífica que pode ser necessário no motor.

Em média, você pode esperar que a substituição ou conserto do virabrequim custe entre 1 e 3 salários para a maioria dos modelos de carros populares comuns.

Se você precisa de uma substituição do virabrequim, é uma boa ideia obter um mecânico qualificado para fazer o trabalho para garantir que seja feito corretamente.

Se você ainda tiver alguma dúvida, deixem nos comentários suas perguntas e iremos responder!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

O pai de André já teve alguns carros clássicos antes de falecer, como Diplomata, Chevette e Opala. Após completar 18 anos, tirou carteira de moto e carro, comprando então sua primeira moto, uma Honda Sahara 350. Fez um curso de mecânica de motos para começar uma restauração na moto, e acabou aprendendo também como consertar alguns problemas de carros. Seu primeiro carro foi uma Nissan Grand Livina de 2014 e pretende em breve comprar uma picape diesel. No caminho, vai compartilhando tudo que aprende no site Carro de Garagem.

Deixe um comentário